PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Assembleia dos metalúrgicos de Caxias aprova contribuição e diz sim à manutenção do Sindicato

Assembleia - aprovaçao

Com auditório completamente lotado, o Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias e região realizou uma assembleia histórica na manhã deste sábado, 24. O encontro discutiu os problemas gerados pela nova Lei da reforma trabalhista e o seu impacto na manutenção do trabalho das entidades sindicais já que a nova legislação veio para enfraquecer o poder de negociação do trabalhador e das suas entidades de classe. Após intenso debate, os presentes aprovaram, POR UNANIMIDADE, o desconto geral da Contribuição Sindical, neste mês de março, essencial para garantir a sobrevivência do Sindicato (o valor relativo a um dia de trabalho).

 

assembleia auditório lotado

A IMPORTÂNCIA DA CONVENÇÃO E DOS ACORDOS COLETIVOS

O presidente do Sindicato, Claudecir Monsani, chamou a atenção para a necessidade de se fortalecer cada vez mais o Sindicato já que agora a Convenção e os Acordos Coletivos celebrados pela entidade sindical tem mais força que a Lei (a CLT), devido a predominância do acordado sobre o legislado. “Sem o Sindicato, o trabalhador terá de negociar sozinho com o patrão. Sem o Sindicato, o trabalhador fica desamparado e sem direitos. Diante disso, a grande questão que se coloca é como o Sindicato irá se manter daqui pra frente? É com a contribuição de cada trabalhador e trabalhadora”, enfatizou Monsani.

 

Monsani ainda destacou as conquistas obtidas pelos metalúrgicos, que a nova Lei trabalhista não garante, como o adicional de horas extras, o auxílio-creche, o desconto no transporte de 3,5% (a lei diz que é 6%), a jornada de trabalho da categoria de 44 horas semanais de segunda a sexta, estabilidade pré-aposentadoria, entre outros cerca de 80 itens. “Estes são direitos dos metalúrgicos conquistados com a luta de todos ao lado do Sindicato, que temos que lutar agora pra manter e não perder para essa nova Lei. Se não existisse o Sindicato, essas conquistas também não existiriam”, advertiu Monsani. “Temos que avançar, recuperar direitos, e não perder”, completou.

 

Assembleia Mesa

MAIS DE 50 MIL ATENDIMENTOS POR ANO

Monsani também reforçou uma informação muito importante: somente em 2017, o Sindicato realizou cerca de 50 mil atendimentos na área de saúde no seu ambulatório, que conta com dezenas de profissionais médicos e odontólogos. “Como vamos continuar com este trabalho sem a contribuição sindical?”, questionou.

Acrescentou que, na área de bem estar e lazer para as famílias metalúrgicas, a entidade conta com uma estrutura que dá orgulho a todos, a Sede Campestre. “Nesta temporada, somente até agora, já passaram mais de 40 mil pessoas na sede”.

 

SIM AO SINDICATO

O diretor da FITMETAL, Federação Interestadual dos Metalúrgicos do Brasil, Marcelo Toledo, esteve presente na Assembleia em apoio as metalúrgicos de Caxias. Ele fez um resgate dos últimos dois anos, período no qual, segundo ele, os trabalhadores acumularam as maiores perdas nos últimos 50 anos no Brasil. A aprovação no Congresso da Reforma Trabalhista, a Lei da Terceirização, o congelamento dos recursos da saúde, educação e segurança por 20 anos, o fechamento das Farmácias Populares, o fim da política de valorização salarial no país e a entrega do petróleo para as empresas estrangeiras são algumas das perdas mais significativas citadas por Toledo.

“Estamos aqui hoje para fortalecer o nosso instrumento de luta e resistência a tudo isso, que é o Sindicato”, afirmou o dirigente metalúrgico.

O deputado federal e dirigente do Sindicato, Assis Melo, também reforçou a necessidade de união e luta neste momento de tantas dificuldades. “Estamos aqui para fortalecer a nossa luta e a nossa união através do nosso Sindicato. Nós voltaremos sim a ter os nossos direitos! Por isso temos que dizer sim ao Sindicato”, exclamou!

 

 

DESAFIOS

Monsani convocou a categoria metalúrgica para que mostre a sua força e a sua união, e permaneça em alerta, diante dos ataques que vêm sofrendo. “Tivemos uma importante vitória nestes dias com a retirada da pauta da reforma da Previdência, mas ela pode voltar a qualquer momento. Além disso, não podemos admitir o sucateamento dos nossos direitos e devemos lutar pela revogação dessa reforma Trabalhista. Temos também o dissídio deste ano, no qual se não estivermos unidos podemos perder o que já conquistamos”.

Seja o primeiro a comentar em "Assembleia dos metalúrgicos de Caxias aprova contribuição e diz sim à manutenção do Sindicato"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*