PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Assembleia é mais uma vez suspensa

Voges 04

Por meio de solicitação para alteração da ordem do dia, que foi divulgado em edital, os representantes da Voges no processo de Recuperação Judicial, conseguiram suspender novamente a assembleia geral de credores, que ocorreu na manhã desta terça-feira, 16 de julho, no Jockey Clube Multieventos. Com a mudança da ordem, colocando para votar primeiramente o afastamento de Osvaldo Voges da administração da empresa, os advogados conseguiram suspender por até 90 dias a assembleia.

Os trabalhadores e trabalhadoras protestaram diversas vezes, pedindo a falência da empresa, durante as explanações do advogado da Voges. Porém, o resultado das votações não refletiram o sentimento de indignação dos presentes. Nas três votações (1ª para alterar a ordem do dia, 2ª para substituição do gestor e 3ª para suspensão da assembleia), cerca de 70% dos créditos aceitaram alterar a ordem, substituir o gestor e suspender a assembleia. Isso porque a base para o resultado é o valor dos créditos. Quanto mais valor a receber, maior o peso do voto. Enquanto, por exemplo, o Sindicato representa um valor X de créditos, o Banrisul tem praticamente o dobro.

“Nós gostaríamos de ter resolvido isso hoje. Os trabalhadores e trabalhadoras que nos procuram no Sindicato estão cansados. Porém, não foi possível. Embora a votação se dê por maioria de créditos, as classes tem grande importância. A vontade da classe I (trabalhadores), será anexada no processo e o juiz vai conferir que essa classe é contrária a essas decisões. O Sindicato se manifestou conforme determinado em assembleia na nossa entidade, onde os trabalhadores são a favor da falência. Por isso, não tem interesse na manutenção do plano de recuperação Judicial”, declarou o advogado que representou o Sindicato dos Metalúrgicos, Cláudio Libardi Jr.

 

Daqui 90 dias

A próxima assembleia deve ser realizada até 15 de outubro. O novo gestor, apontado pelo Juiz Clóvis Mattana, deverá apresentar um relatório sobre a viabilidade econômica da Voges e os credores deverão votar sobre a continuidade ou não da empresa.

Seja o primeiro a comentar em "Assembleia é mais uma vez suspensa"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*