PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Sem motivo justificável, Belcabos demite trabalhadores por justa causa

84516843_3467536699987976_1677108785476272128_n

União e solidariedade entre trabalhadores faz com que a empresa fique parada nesta segunda-feira, 03/02

 

O ano começou bem difícil para quatro trabalhadores da Belcabos. Eles foram demitidos por justa causa, no dia 20 de janeiro,  mesmo após apresentarem comprovação da falta com atestado médico.

De acordo com os trabalhadores demitidos, a empresa justificou o desligamento alegando que a falta dos quatro trabalhadores no mesmo dia caracterizava motim.

– Eles disseram que a gente estava amotinado para prejudicar a empresa. Eu nem sabia que meus colegas não estavam trabalhando no dia que faltei – afirma um dos trabalhadores.

– Nós temos família, contas pra pagar, não somos irresponsáveis. Somos trabalhadores honestos – ressalta outro.

No fim da manhã, a polícia foi chamada pela empresa. A Brigada permaneceu em frente a fábrica até pouco mais de meio-dia.

 

Luta

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região está tentando conversar com os representantes da empresa desde a data do desligamento.

– Procuramos falar com eles inúmeras vezes. Procuramos, inclusive, a Justiça do Trabalho e a Superintendência Regional do Trabalho e Emprego para nos ajudar nesse caso. Nem os empresários, nem seus representantes compareceram nas audiências marcadas. A empresa tem toda liberdade para demitir. Mas, é necessário ser justa. Não vamos aceitar a justa causa desses trabalhadores. Onde está a responsabilidade social desta empresa? O Sindicato está na frente da fábrica, ao lado dos trabalhadores, cumprindo seu papel. Nós vamos lutar pelo direito desses trabalhadores – salienta Assis Melo, presidente do Sindicato.

 

União e Solidariedade

Os trabalhadores mostraram, mais uma vez, que a união e solidariedade fazem toda diferença para uma categoria.

Liberados para entrarem na empresa, os trabalhadores e trabalhadoras optaram por permanecerem junto aos demitidos, lutando em frente a fábrica.

– Agradeço o apoio de cada um dos trabalhadores. A solidariedade entre os trabalhadores é muito importante. Do lado de cá, somos nós, companheiros. Não conseguimos resolver nossos problemas individualmente. Ou nós lutamos, ou não vamos ter direito a nada – concluiu Assis.