PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

CTB repudia repressão da PM contra os professores em São Paulo

notadactb-solidariedadeaosdocentesdesp

A manifestação dos professores da rede municipal de ensino de São Paulo contra o projeto do prefeito João Doria que dificulta o acesso à aposentadoria e aumenta a contribuição da categoria para a Previdência de 11% para até 19% dos salários foi brutalmente reprimida pela polícia na tarde desta quarta (14). A CTB divulgou a seguinte nota sobre o episódio:

Nota da CTB em solidariedade aos docentes de SP

A CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil) repudia e condena com toda energia a feroz repressão da PM contra manifestação pacífica dos professores diante da Câmara Municipal de São Paulo nesta quarta (14). Reitera, ao mesmo tempo, sua total e ativa solidariedade aos professores e professoras – tratados pela polícia tucana com bombas de gás lacrimogênio e balas de borracha -, cuja luta é justa e visa resguardar direitos e interesses legítimos conquistados ao longo de muitas batalhas.

O projeto reacionário do tucano João Doria significa um confisco salarial inaceitável e é mais do que compreensível que seja rechaçado pela categoria, cuja resposta é uma greve massiva. Inaceitável também é a criminalização da luta dos trabalhadores, filha da ultrapassada concepção de que movimento social é “coisa de polícia”.

Episódios como este que ocorreu hoje na capital paulista, que infelizmente estão se tornando comum no Brasil pós-golpe, revelam o caráter reacionário dos governos tucanos liderados pela dupla Alkmin e Doria, que agem como inimigos da classe trabalhadora.

São Paulo, 14 de março de 2018

Adílson Araújo, presidente da CTB (Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil)

Seja o primeiro a comentar em "CTB repudia repressão da PM contra os professores em São Paulo"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*