PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Datafolha: 76% dos brasileiros contrariam Bolsonaro e defendem isolamento social

Aprovação do ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, também avança entre bolsonaristas

O último levantamento do Datafolha, divulgado nesta segunda-feira (6), revelou que a maioria dos brasileiros defende o isolamento social como medida de combate ao coronavírus, o que contraria o posicionamento do presidente, Jair Bolsonaro.

O instituto ouviu 1.511 pessoas por telefone, em razão da pandemia. Destas, 76% dizem que as pessoas devem ficar em casa, mesmo que isso prejudique a economia ou cause desemprego. Pesquisa foi feita entre os dias 1 e 3 de abril.

Com isso, apenas 18% dos entrevistados têm a visão contrária, de que é mais importante acabar com o isolamento para estimular a economia. O apoio ao isolamento social é maior no Nordeste, com 81% de pessoas a favor da quarentena. A região é onde Bolsonaro historicamente tem menor popularidade.

Contudo, mesmo no Sul, reduto bolsonarista do país, 70% defendem que as pessoas não saiam de casa para trabalhar. Com isso, a pesquisa mostra que o apoio a políticas defendidas pelo ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, tem ganhado força mesmo entre aqueles que votaram em Bolsonaro.

O levantamento do Datafolha também aponta que, entre os brasileiros que declaram ter votado em Bolsonaro no segundo turno em 2018, 82% classificam como ótimo ou bom o trabalho do ministro. Esse número foi registrado na mesma época em que o presidente criticou publicamente o ministro, e chegou a dizer que “falta humildade” ao auxiliar.