PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Devido à crise “devastadora”, senador emite nota e suspende tramitação de reforma trabalhista

REFORMA1 BSB DF 26 04 2017 NACIONAL REFORMA TRABALHISTA/PROTESTO Parlamentares de oposicao fazem protesto com cartazes durante leitura do projeto de reforma trabalhista, do deputado Rogerio Marinho, na Camara dos Deputados FOTO ANDRE DUSEK/ESTADAOREFORMA1 BSB DF 26 04 2017 NACIONAL REFORMA TRABALHISTA/PROTESTO Parlamentares de oposicao fazem protesto com cartazes durante leitura do projeto de reforma trabalhista, do deputado Rogerio Marinho, na Camara dos Deputados FOTO ANDRE DUSEK/ESTADAO

Diante da crise institucional vivida pelo governo, o relator da reforma trabalhista, Ricardo Ferraço (PSDB- ES), emitiu uma nota suspendendo a tramitação do projeto, o PLC 38/2017, no Senado Federal. “A crise institucional que estamos enfrentando é devastadora e precisamos priorizar a sua solução”, diz o comunicado.

Antes da divulgação de que o presidente Michel Temer avalizou a compra do silêncio do ex-presidente da Câmara, Eduardo Cunha, o plano era apresentar o relatório da reforma trabalhista na Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) já na semana que vem.

O senador estimou que a votação em plenário seria possível até a segunda quinzena de junho e obedecia ao comando do governo, que pressionava por uma rápida tramitação das mudanças na legislação trabalhista.

Diz a nota: 

“A crise institucional que estamos enfrentando é devastadora e precisamos priorizar a sua solução, para depois darmos desdobramento ao debate relacionado à reforma trabalhista. Portanto, na condição de relator do projeto, anuncio que o calendário de discussões anunciado está suspenso. Não há como desconhecer um tema complexo como o trazido pela crise institucional. Todo o resto agora é secundário”.

Por Natália Rangel

Fonte: Portal CTB

Seja o primeiro a comentar em "Devido à crise “devastadora”, senador emite nota e suspende tramitação de reforma trabalhista"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*