PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Em evento no UCS Teatro, presidente do Sindicato questiona: No ponto de vista do trabalho, que futuro queremos deixar para nossos filhos?

IMG_5005

A edição do Programa Nacional de Prevenção de Acidentes de Trabalho – Programa Trabalho Seguro – ocorreu nesta quarta-feira, 13 de novembro, no UCS Teatro. A iniciativa do Programa é do Tribunal Superior do Trabalho e do Conselho Superior da Justiça do Trabalho, em parceria com diversas instituições públicas e privadas. No Rio Grande do Sul é desenvolvido pelo Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região – TRT4.

IMG_4970

Violência no Trabalho: enfrentamento e superação foi o tema norteador para os cinco palestrantes abordarem assuntos relacionados ao assédio moral e sexual nos ambientes de trabalho. O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região, Assis Melo, falou sobre o panorama geral que enfrentam os trabalhadores e trabalhadoras da categoria metalúrgica, como o assédio moral através da vigilância por câmeras, restrições no PPR em caso de apresentação de atestados ou para gestantes, a dificuldade maior para a aposentadoria devido a reforma da Previdência e a última ação do governo, o Programa Verde e Amarelo, que retira mais direitos dos trabalhadores.

 

IMG_5050

“Eu tenho uma questão, que levo para os debates, inclusive na negociação da Convenção Coletiva, um tema para mim importante, que é a questão do uso de câmeras de vídeo no local de trabalho. Porque esse é um tema que não tem legislação. Essa é uma questão que preocupa porque o trabalhador e a trabalhadora se sentem pressionados. São vários ‘olhinhos eletrônicos’ vigiando o trabalhador. Isso causa constrangimento. Um trabalhador constrangido não realiza sua atividade plenamente. No meu entender, isso é assédio! Ah, mas, nos dizem que as empresas tem que cuidar da segurança. Aí eu pergunto: mas, é a segurança do trabalhador ou do produto?”, ressaltou o presidente.

 

IMG_4975

Analisando sobre o futuro, quando chegar a Indústria 4.0, Assis pediu para a plateia refletir. “No futuro o trabalhador não vai sequer saber onde está a câmera, pois o dispositivo vai ser imperceptível. Muitas coisas vão mudar. Como vamos resolver essas questões? Que futuro queremos deixar para nossos filhos?”

IMG_5080

Representações

O evento contou com palestrantes de Caxias do Sul, Brasília e Rio de Janeiro. Entre os participantes, haviam representantes do Ministério Público do Trabalho, TRT/RS, Prefeitura e Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, 3ª GAAAe, Fiergs, OAB, Universidade de Caxias do Sul, Simplás, Simecs, CIC e Sindicato dos Metalúrgicos.

IMG_5008

As alterações das NRs e as doenças da mente ocasionadas pelos assédios também foram pautas das palestras. Ao todo cinco palestras foram realizadas ao longo do dia, com visões empresariais, dos trabalhadores, do Ministério Público e Ministério da Economia.