PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Em reunião com Secretário da Saúde e Simecs, Sindicato dos Metalúrgicos pede testagem em massa da categoria

Ou testa ou para: cinco metalúrgicas registram surto de covid-19 em Caxias do Sul

A primeira reunião de negociação da Convenção Coletiva 2020 foi suspensa logo após seu início, na manhã desta quinta-feira, 25 de junho, para dar lugar a uma pauta preocupante para a saúde dos trabalhadores e trabalhadoras de Caxias do Sul: a pandemia do novo coronavírus. O Sindicato dos Metalúrgicos e o patronal (Simecs) lamentaram a morte de Olinto Nunes Xavier, primeira vítima fatal da covid-19 da categoria metalúrgica em Caxias do Sul, que trabalhava na Randon.

A questão do aumento do número de casos entre os metalúrgicos e metalúrgicas, assim como na cidade e na JBS, entrou na pauta da reunião, que foi remarcada para a tarde com a participação da Secretaria da Saúde, do Sindicato dos Trabalhadores da Alimentação, da procuradoria do município e da gerência regional do Trabalho e Emprego.

Testagem em massa

O Sindicato dos Metalúrgicos pediu para que toda a categoria fosse testada. “Temos visto que os casos aumentaram em Caxias. Ou tomamos uma medida de proteger os trabalhadores, ver quem está doente, quem não está, isolar quem está, para dar o máximo de segurança possível às pessoas, ou terá que parar tudo. Hoje, tivemos o primeiro caso, perdemos um companheiro. Vamos esperar para perder outro e outro?”, ressaltou o presidente da entidade, Assis Melo.

O Secretário da Saúde do município, Jorge Castro, considera ineficiente a testagem dos trabalhadores. “Não adianta só testar porque a testagem tem uma janela de 10 dias. É preciso identificar e isolar. A chave é isolar”, afirmou o secretário.

Inconformado, Assis rebateu. “Daí a gente não faz testagem, não gasta com testagem. Então, faz o que? Compra containers para armazenar corpos? A questão que estamos tratando são de vidas. Os infectologistas dizem que ‘tem que testar’ para identificar e isolar. Não podemos deixar do jeito que está”, considerou o presidente.

Patronal vai consultar a disponibilizar de realizar testagem

Embora não tenha fechado em um número, o Simecs considera válida a necessidade de uma maior testagem. O sindicato patronal assinalou que pode aumentar o número de testagem nas empresas. A direção ficou de avaliar e dará a resposta ao Sindicato dos Trabalhadores até a próxima semana.

Caxias registra 5 metalúrgicas com surto

A Secretaria Municipal de Saúde registrou, no final desta manhã, 13 empresas com surto em Caxias do Sul. Cinco delas são metalúrgicas. Cada uma delas aponta, de 3 a 7 trabalhadores infectados. A Secretaria não informa o nome das empresas.

Para estar em surto, a empresa precisa estar em mais de 2 trabalhadores infectados.

A Marcopolo divulgou que está acompanhando a quarentena de dois trabalhadores infectados. A Randon não divulgou o número de casos.

A direção do Sindicato dos Metalúrgicos tenta acompanhar os casos nas empresas. Há informações de casos confirmados na Madal, Fras-le, Matrizaria Tóquio, Eaton, Master, Castertech, Neobus e Amalcaburio.