PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Entidades pressionam parlamentares por auxílio emergencial de R$ 600

Diversas entidades lançaram campanha pelo pagamento do auxílio emergencial de R$ 600 durante a epidemia do coronavírus. A campanha “Auxílio até o fim da pandemia” disponibilizou um link para a sociedade pressionar deputados e senadores.

A proposta das entidades participantes busca ser um contraponto ao valor apresentado por Jair Bolsonaro: em live, o presidente afirmou que a nova fase do auxílio emergencial contaria com quatro parcelas mensais de R$ 250.

O site da campanha revela que a quantidade de famílias passando fome no Brasil pode dobrar sem o benefício durante a pandemia. Para resguardar as mais de 68 milhões de pessoas que necessitaram do benefício durante a crise de Covid-19, as entidades pedem que o governo apresente uma nova proposta.

Segundo os organizadores do movimento o Brasil está enfrentando um dos piores momentos da Covid-19, com mais de mil mortes diárias, colapsos nos sistemas de saúde de vários estados e alto índice de desemprego no país. Somando-se a isso tudo, o preço da cesta básica disparou e o valor de R$250 para o auxílio proposto pelo governo não garante nem mesmo a alimentação de uma família.

Assinam a campanha entidades sindicais, estudantis e do movimento social como Dieese, UBM, Coalização Negra por Direitos, Inesc, Unegro, Ação Educativa, WWF e Instituto Alana.