PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Fundifar reintegra demitidos

Fundifar 04

Solidariedade entre trabalhadores foi a chave para a vitória

 

Uma Petição de Acordo foi registrada na Vara do Trabalho de Farroupilha, no final da tarde desta quarta-feira, 22 de maio, onde ficou acertado o cancelamento das demissões da Fundifar, só podendo haver dispensa quando a empresa dispor de valores ao pagamento integral das verbas rescisórias. As partes também se comprometeram a suspender mutuamente as paralisações, devendo a empresa retomar as atividades normais nesta quinta-feira, 23.

“Em nome da direção do Sindicato dos Metalúrgicos, agradeço ao grandioso gesto de solidariedade e humanidade que os trabalhadores que permaneceram na empresa deram em prol dos colegas demitidos e de suas famílias. Nossa categoria mostrou, mais uma vez, que a unidade faz toda a diferença. Essa é uma vitória de toda família metalúrgica”, ressaltou o presidente do Sindicato, Assis Melo.

 

Retrospectiva

06 de maio – segunda-feira: Fundifar demite 21 trabalhadores, comunica que não terá dinheiro para pagá-los e que eles deveriam procurar seus direitos na Justiça. No mesmo dia, os demitidos procuram o Sindicato dos Metalúrgicos.

08, 09 e 10 de maio: os trabalhadores (efetivados e demitidos), junto com o Sindicato, param a empresa. Nestes dias, já se registra uma grande solidariedade entre os trabalhadores. Um verdadeiro acampamento é montado em frente à fábrica.

13 de maio: ocorre a 1ª audiência no Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, em Porto Alegre. A empresa quer parcelar as rescisões em até 20 parcelas. O Sindicato defende a proposta de que só fossem demitidos o número de trabalhadores para os quais a empresa pudesse pagar as verbas rescisórias, reintegrando os demais. Para o Sindicato, ninguém pode ser demitido sem receber integralmente seus direitos, como manda a Lei.

16 de maio: ocorre a 2ª audiência no TRT4. Empresa persiste em parcelar as verbas rescisórias. Sindicato não aceita.

20 de maio: patrões da Fundifar apelam para lockout para sonegar os direitos trabalhistas. Sindicato e trabalhadores continuam mobilizados em frente à fábrica.

21 de maio: mobilização do Sindicato e dos trabalhadores permanece na frente da Fundifar.

22 de maio: uma Petição de Acordo é registrada na Vara do Trabalho em Farroupilha. Demitidos são reintegrados.