PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Inicia Campanha Salarial 2017

unnamed
Com auditório lotado, foi aprovada a linha de reivindicações dos metalúrgicos de Caxias para este ano: “Respeito aos direitos, reposição das perdas e valorização dos salários.” A campanha, na avaliação dos dirigentes sindicais, inicia já com uma vitória: as conquistas sociais da categoria, como horas extras, auxílio-creche e estabilidade pré-aposentadoria estão garantidas até 2018, conforme o que ficou acertado no ano passado.
A prioridade da luta específica da categoria em Caxias será, portanto, a negociação da pauta econômica. O índice deverá ser construído na mesa de negociação, porém deverá agregar REPOSIÇÃO DA INFLAÇÃO com AUMENTO REAL, de maneira que possa recuperar as perdas salariais da categoria.
O INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) para a data base dos metalúrgicos (1º de junho) ainda não foi divulgado. Segundo a projeção do DIEESE deverá ficar em torno de 3,4%.
Contra as reformas; pelas Diretas Já!
Para o presidente em exercício do Sindicato, Claudecir Monsani, no plano da luta geral, “A campanha salarial 2017 vem com um grande desafio: unir forças da categoria metalúrgica pela sua valorização e lutar, junto dos demais trabalhadores, contra as reformas que querem acabar com os direitos trabalhistas da CLT e a nossa aposentadoria. Além disso, precisamos lutar pelo direito do povo brasileiro escolher o seu futuro: as eleições diretas já!.”
O vice-presidente do Sindicato, Adão Jovani, complementou: “Os trabalhadores não podem seguir pagando pela crise, pela ganância dos empresários e pela incompetência de um governo mergulhado em negociatas e corrupção. Por isso dizemos SIM à luta pela valorização dos metalúrgicos e NÃO às reformas trabalhista e da previdência.”
Empresas estão em melhor momento
A avaliação da assembleia é de que o pior momento da economia caxiense já foi superado. Algumas grandes empresas têm ampliado suas linhas de produção e registrado lucros maiores em relação aos anos anteriores. E os trabalhadores têm sido decisivos para estes resultados.
Mas, hoje, os metalúrgicos que estão na produção têm de trabalhar, em muitos casos, por dois ou três trabalhadores, devido ao excessivo enxugamento no pessoal feito pelos empresários. Além disso, sofrem com o stress e a pressão nos locais de trabalho. Casos de assédio moral e até sexual têm crescido no setor.
Recuperar o salário 
A categoria metalúrgica vem sofrendo com o arrocho salarial, com a inflação e as perdas decorrentes da flexibilização e da rotatividade. É preciso garantir um índice de reajuste que assegure a recuperação das perdas e a valorização do salário. Assim, o metalúrgico terá uma melhor condição de subsistência e mais qualidade de vida para sua família. A renda do metalúrgico também é muito importante para a cidade. Impulsiona a economia e faz com que outros setores cresçam, como o comércio e os serviços.
Outra defesa da campanha é a elevação do piso salarial da categoria como forma de aumentar a base salarial dos trabalhadores e inibir o alto índice de rotatividade existente no setor que pode chegar até 40%.
Para Monsani, valorizar e respeitar os direitos do Metalúrgico não é uma luta só da categoria. “É uma luta de todos, que faz bem para a economia de Caxias. É o metalúrgico que faz a roda da economia girar no comércio e nos serviços.”

Seja o primeiro a comentar em "Inicia Campanha Salarial 2017"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*