PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Marcha dos Sem tomará o centro da Capital pela democracia e contra o golpe

80ff465eb7b9947938b4b58b85d04bff_485

A CTB, juntamente com outras centrais sindicais e movimentos sociais do Rio Grande do Sul, fará um grande ato, nesta sexta-feira (11/12), em defesa da democracia, contra o golpe e os retrocessos sociais.

O ato, que é a 20ª edição da “Marcha dos Sem”, terá atividades pela manhã e pela tarde. Na parte da manhã, a partir das 9h, haverá lançamento da Frente Brasil Popular no RS, com a presença confirmada do líder do MST, João Pedro Stedile, da presidenta da UNE, Carina Vitral, da AMT, Miguelina Vecchio, e do dirigente da CTB e da SSB, Vicente Selistre. O ato ocorrerá no Auditório da Federação dos Trabalhadores da Agricultura Familiar (FETAG), localizado na Rua Santo Antônio 121, em Porto Alegre/RS. O objetivo do ato é analisar a conjuntura do país e constituir a coordenação da Frente para enfrentar os desafios dessa conjuntura e barrar o golpismo que ameaça o mandato da presidenta Dilma.

Na parte da tarde, o ato ocorre no mesmo sentido ao da manhã, mas também somando apoio à luta dos servidores estaduais, com a participação do CPERS. A concentração é a partir das 14h, na Rótula das Cuias, e o trajeto deve passar pelo Centro Administrativo e desembocar no Palácio Piratini.

Haverá também manifestações em defesa da aprovação do piso regional, bem como bandeiras apresentadas pelos movimentos das mulheres, juventude, negros e movimento LGBT. No entanto, a organização da Marcha destaca a importância da unidade em torno da democracia e da denúncia do golpe que está em curso no processo de impeachment da presidenta Dilma.

 

Segundo panfleto de convocação do ato:

A Frente Brasil Popular surge para defender a democracia, os direitos sociais e as reformas necessárias para o país continuar avançando. Não temos dúvidas de que só será possível avançar com a manutenção do mandato da Presidenta Dilma e com o respeito do voto popular.

O que o Brasil precisa é seguir adiante, com uma agenda que permita ao país retomar o crescimento, garantir serviços públicos de qualidade, baixar os juros, investir na infraestrutura e na geração de emprego e renda, prossegue a convocação que denuncia o acolhimento do impeachment por Eduardo Cunha como uma manobra golpista de alguém denunciado publicamente por ligações diretas com a corrupção. A luta pela legalidade vai ocupar as ruas. O povo, unido, vai vencer os golpistas, derrotar de vez os conservadores, afirma a convocação.

A Frente Brasil Popular continuará mobilizada com atividades permanentes de denúncia do golpe. Já está marcado para dia 16/12 ato nacional da Frente que deverá ocorrer também em Porto Alegre, em conjunto com a Frente Povo Sem Medo.

Seja o primeiro a comentar em "Marcha dos Sem tomará o centro da Capital pela democracia e contra o golpe"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*