PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Marcopolo deve informar ao Ministério Público do Trabalho sobre demissões

Captura de Tela 2019-02-18 às 11.21.19

Há cerca de 10 dias, o Sindicato dos Metalúrgicos recebeu denúncias de que a Marcopolo demitiria cerca de 500 trabalhadores. Além das denúncias de trabalhadores, chamou atenção do Sindicato uma alta quantidade de reservas de horários para rescisões, em vários dias da semana. Mobilizada, a entidade acionou o Ministério Público.

Na sexta-feira, 15 de fevereiro, o Procurador do Trabalho em Caxias do Sul, Ricardo Wagner Garcia, ouviu as partes. A empresa alegou que não há plano de demissão em massa.

No despacho do Ministério, o Procurador pede que a empresa informe as demissões e admissões feitas nos últimos meses, “visando estabelecer um critério quantitativo e de comparação” com os próximos meses. A Marcopolo também deve informar o “fechamento de setores produtivos ou extinção de turnos, em quaisquer unidades”.

 

Lucro

A Marcopolo está registrando aumento na produção, consequentemente mais lucro. A imprensa noticiou, na última semana, o investimento de R$ 70 milhões no novo centro de fabricação. Essas notícias não combinam com necessidade de demissões em massa.

O Sindicato dos Metalúrgicos segue em alerta.

Seja o primeiro a comentar em "Marcopolo deve informar ao Ministério Público do Trabalho sobre demissões"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*