PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Microinox: trabalhadores e trabalhadoras paralisados em defesa de seus direitos,

microinox

Em assembleia na porta da fábrica esta manhã, 14, os cerca de 200 funcionários da Microinox decidiram pela paralisação. O motivo reflete a realidade do mundo do trabalho que vem sendo delineada no país. As empresas demitem, prometem pagar parcelado o salário e direitos trabalhista, os trabalhadores aceitam e os patrões não cumprem. Ou seja, além do impacto de não ter o seu salário do mês e perder o emprego, o trabalhador passa pelo constrangimento de assinar um acordo que não é honrado. Por fim, os patrões esquivam-se da responsabilidade social encerrando o diálogo mandando o trabalhador buscar os seus direitos. “Se agora está assim, imagina depois de novembro, quando começar a vigorar o que foi estabelecido na reforma trabalhista. O que está em jogo é a dignidade do trabalhador”, comentou o presidente em exercício do Sindicato, Claudecir Monsani.

Foram 16 funcionários demitidos esta semana na Microinox. Durante a que passou, o Sindicato buscou o diálogo com a empresa, que não deu retorno às solicitações. “Sem a possibilidade de negociação, a única forma do trabalhador defender os seus direitos é por meio da mobilização, unido com o sindicato”, enfatizou Monsani.

Desde novembro do ano passado, a entidade informou as empresa que não seriam aceitas rescisões parceladas para preservar a dignidade do metalúrgico, que depende se seus salários para viver. Muitos metalúrgicos e suas famílias estão passando por dificuldades. A categoria está unida e mobilizada, como na campanha de arrecadação de cestas básicas para os metalúrgicos demitidos da empresa Guerra.

Diante da intransigência patronal, a paralisação na Microinox será mantida. “Vamos permanecer unidos e mobilizados em prol de um encaminhamento digno para a questão”, disse Monsani.

Seja o primeiro a comentar em "Microinox: trabalhadores e trabalhadoras paralisados em defesa de seus direitos,"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*