PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Na Progas, Convenção Coletiva é desrespeitada

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região recebeu denúncias, ao longo desta sexta-feira, 20 de novembro, sobre uma votação realizada na Progas, sem a presença da direção da entidade, onde trabalhadores tiveram que decidir sobre compensação de horas e folgas para o final do ano. Nas denúncias, além da insatisfação com o resultado, trabalhadores reclamavam da falta de transparência no processo de votação.

Na manhã deste sábado, 21, a direção do Sindicato mobilizou-se junto aos metalúrgicos e metalúrgicas para cobrar que a entidade sindical fosse respeitada, consequentemente a decisão dos trabalhadores resguardada, através da organização de uma nova votação, transparente, com a participação dos diretores da entidade que representa a categoria metalúrgica.

CONVENÇÃO COLETIVA

Na Convenção Coletiva, há especificado regras para votações em empresas. Uma delas é a de que o Sindicato profissional precisa ser avisado com antecedência mínima de 10 dias sobre a intenção de compensação de horas para folgas ou feriados. Outra é que a direção sindical deve acompanhar a votação. Nenhuma delas foi respeitada.

“Ouvimos as maiores ofensas hoje, de gente que ignora a representação sindical, que no grau da sua ignorância, não respeita os direitos dos trabalhadores. A representação sindical é constitucional. É a entidade que garante o equilíbrio das relações de trabalho. Assim como a empresa tem seus representantes, os trabalhadores também têm e a Convenção Coletiva é o documento que rege esse equilíbrio. A Convenção e o Sindicato devem ser respeitados. Nós trabalhamos para garantir que os direitos dos metalúrgicos e metalúrgicas sejam respeitados. Não vamos admitir que a empresa passe por cima desses direitos”, salientou o presidente do Sindicato, Assis Melo.