PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Nota de solidariedade ao povo palestino e repúdio aos crimes cometidos por Israel – Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e região

Já duram nove dias a ofensiva criminosa de Israel contra o povo palestino. Os movimentos de agressão política e militar orquestrada pelo governo de extrema-direita de Benjamin Netanyahu deixam rastros de massacre, destruição e centenas de mortos. Entre as vítimas, grande parte são civis e crianças palestinas.

Historicamente o colonialismo das grandes potências estruturou e incentivou os conflitos em todo o Oriente Médio. O principal objetivo sempre foi dado pelos interesses econômicos defendidos a preço de sangue, sobretudo a rapina selvagem dos recursos naturais da região. Não à toa, Israel é o principal aliado do imperialismo norte-americano, recebendo todo o incentivo e financiamento para sua política de genocídio contra o povo palestino.

Desde meados do século 20, o estado sionista de Israel vem violando inúmeras diretrizes do direito internacional, implantando políticas de segregação e expulsão do povo palestino de seus territórios, fazendo com que mais de 700 mil pessoas procurassem refúgio em outros países. Além disso, há um rastro de crimes de guerra, ditados pela violência indiscriminada contra crianças, civis e os trabalhadores. Tudo isso com a consentimento e apoio dos EUA, que vêm barrando ações do Conselho de Segurança da ONU para interromper a matança e alcançar um cessar-fogo.

A defesa da paz e a solidariedade entre os povos são bandeiras levantadas historicamente pelos trabalhadores e trabalhadoras brasileiras e pelo movimento sindical. Assim, manifestamos nossa total solidariedade ao povo palestino que vem sofrendo diuturnamente com o massacre indiscriminado de Israel. Denunciamos também a conduta sanguinária do imperialismo norte-americano e nos somamos as manifestações de imediato fim do conflito, apuração dos fatos e punição dos crimes que estão sendo cometidos pelo governo israelense.