PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Novo pedido de prisão de Aécio, enfraquece base de Temer

aecio

O Procurador-Geral da República, Rodrigo Janot, recorreu da decisão do Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Marco Aurélio Garcia, relator do caso no STF, que negava o pedido de prisão apresentado pela PGR e voltou a pedir a prisão e o afastamento do mandato do senador Aécio Neves (PSDB/MG). Aécio é acusado de pedir e receber 2 milhões da JBS para atuar no Senado para obstruir as investigações da Lava Jato.

Com isso, as bases do governo no Congresso, que contavam com a influência de Aécio para garantir votos do PSDB para livrar Michel Temer da investigação de corrupção passiva, denunciada também pela PGR, fica estremecida.

O PSDB, que também tem diversos nomes envolvidos em denúncias, está dividido entre os que querem se manter no barco de Temer e os que querem desembarcar. Com o novo pedido de prisão, setores do governo avaliam que o jantar entre Aécio e Temer foi infrutífero e os tucanos avaliam que o desgaste para salvar a pele do presidente pode ter um preço muito alto.

Temer faz de tudo para se livrar das investigações

Embora a base governista tenha anunciado que já possui os votos suficientes para vencer a votação, que acontece amanhã (2), no plenário da Câmara, as movimentações não param.

Além do já denunciado balcão de negócios que Michel Temer promoveu no Palácio do Planalto, com a liberação de milhões em emendas parlamentares, o governo segue se debatendo para evitar que a denúncia de corrupção passiva, apresentada pela PGR, siga para o Supremo Tribunal Federal e Temer vire réu.

Para isso, Michel Temer deve mandar de volta à Câmara 12 dos 28 ministros que são deputados federais. Além de votar a favor de Temer, os ministros têm o papel de articular votos dos indecisos, sob o peso dos ministérios que ocupam.

Mobilização e pressão sobre os deputados

Em todo o Brasil estão acontecendo mobilizações e pressão aos deputados. Esse é um fator fundamental para tentar reverter os votos dos deputados que pretendem votar com Temer. O objetivo é mostrar aos parlamentares o alto custo que será votar a favor de um governo sem legitimidade e com cerca de 95% de rejeição popular.

A transmissão ao vivo da sessão da Câmara é outro fator que poderá influenciar na decisão de cada parlamentar, que irá avaliar se vale a pena colocar sua eleição futura em jogo para salvar Temer.

Durante a votação, que acontece amanhã, serão espalhados telões nos pontos de concentração popular nas capitais. Em Brasília, está prevista a concentração no gramado em frente ao Congresso, a partir das 17h.

Por Sônia Corrêa

Fonte: Portal CTB

 

Seja o primeiro a comentar em "Novo pedido de prisão de Aécio, enfraquece base de Temer"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*