PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Patrões desrespeitam categoria metalúrgica ao não valorizar seu trabalho

banner_site

Após 5 reuniões de negociação, a posição patronal tem sido de INTRANSIGÊNCIA.
“Aumentar a mobilização e a luta nas fábricas e nas ruas”. Esta foi a principal definição da ASSEMBLEIA GERAL dos metalúrgicos que lotou o auditório do Sindicato neste sábado (29). A proposta patronal de apenas dar o INPC (3,34%) foi rejeitada por unanimidade. Caso o patronal não evolua na proposta nos próximos dias, definiu-se pela construção de um GRANDE PROTESTO DA FAMÍLIA METALÚRGICA. A ideia é chamar a atenção DE TODA A CIDADE para as dificuldades que os metalúrgicos estão enfrentando.

 

Mobilização
A proposta dos patrões não valoriza nem recupera a renda das famílias metalúrgicas. A inflação que a gente sente no bolso (e no supermercado) é maior que este índice. Com as flexibilizações e a rotatividade, os trabalhadores perderam cerca de 32% da renda. Alguns deixaram de receber 27 dias no ano. Por isso, a categoria não aceita essa inflação baixa e maquiada, que não condiz com a realidade. É a UNIÃO da categoria metalúrgica, ao lado do Sindicato, que vai garantir um índice mais justo de reajuste. A PARTICIPAÇÃO DE TODOS É FUNDAMENTAL! 
Segundo a mídia local, há crescimento dos lucros das empresas. Estes resultados são gerados pela mão do metalúrgico. É hora de valorizar!

 

O trabalhador não pode ficar sozinho
Os patrões de Caxias apoiaram este verdadeiro ASSALTO NOS DIREITOS com a aprovação da reforma trabalhista de Temer. Diante disso, é preciso FORTALECER O SINDICATO E A LUTA contra a retirada de direitos. Já está na pauta do Congresso mais um retrocesso, a reforma da previdência, que inviabiliza a aposentadoria.

Nós, os trabalhadores, precisamos uns dos outros. A nossa força vem da UNIÃO. Participe. Lute. Valorize o Sindicato.

Seja o primeiro a comentar em "Patrões desrespeitam categoria metalúrgica ao não valorizar seu trabalho"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*