PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Presidente do Sindicato dos Metalúrgicos, Assis Melo, foi convidado para reunião na Confederação Nacional da Indústria em Brasília

MAU_6833

Objetivo do encontro é estabelecer um pacto nacional, entre trabalhadores e empresários, através das centrais sindicais e CNI, para retomar o crescimento econômico e a geração de empregos

 

O presidente do Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região, Assis Melo, recebeu convite para participar de reunião da Confederação Nacional da Indústria (CNI), em Brasília, no próximo dia 11 de julho, às 10 horas. O encontro foi proposto pelo presidente da CNI, Robson Andrade, em conjunto com as centrais sindicais.

Assis deverá acompanhar o presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Adílson Araújo. De acordo com Assis, já houve uma primeira reunião entre as centrais e os empresários do setor industrial, no dia 26 de junho.

 

PAUTA

No dia 11 serão aprofundados temas considerados estratégicos para a retomada da produção, do desenvolvimento nacional e dos empregos: o papel do BNDES e a política industrial, conteúdo local na indústria e retomada da indústria naval, Previdência, qualificação profissional, trabalho e representação sindical e reforma tributária.

Andrade, da CNI, vê com bons olhos a possibilidade de construção de “um acordo nacional, um pacto com as centrais sindicais para retomar o crescimento econômico e a geração de emprego.”

Segundo Adilson Araújo, da CTB, “havendo acordo, esses pontos serão levados aos presidentes da Câmara e do Senado, para articulação de ações no Congresso Nacional”.

Para Assis Melo, é urgente construir um pacto pela produção, a retomada do desenvolvimento e dos empregos, o que passa, segundo ele, por medidas de investimento na indústria nacional. “Podemos e devemos aproveitar a oportunidade que traz a chamada quarta revolução industrial, da internet das coisas, para pensarmos o desenvolvimento do Brasil e um futuro com valorização e qualificação do trabalho, geração de empregos e renda”, afirmou Assis.