PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Programação cultural marca celebração do aniversário da CTB

Abertura de exposição, lançamento de livro, anúncio de cineclube e live musical. É com uma diversificada programação cultural que a CTB celebra, na noite desta sexta-feira (10), seu aniversário de 14 anos.

A comemoração acontece ao fim da reunião da direção nacional cetebista – que acontece de modo semipresencial e será o último encontro da central em 2021. Uma das atrações é a Live Especial – CTB 14 anos, que será transmitida, das 19 às 21 horas, nas redes cetebistas e também nas páginas de entidades parceiras no Facebook. Dirigentes da CTB gravaram depoimentos para o evento. Além disso, haverá apresentações musicais do DJ Preto W.O. e da banda Camisa Tropical.

Devido à pandemia de Covid-19, parte das atividades será restrita exclusivamente aos dirigentes que estão participando da reunião na própria sede da CTB – a Casa da Classe Trabalhadora, em São Paulo. É o caso da 6ª Exposição Anual dos Alunos do Ateliê Contraponto de Arte Figurativa. Com curadoria da artista plástica Mazé Leite, a mostra será aberta às 19 horas.

São trabalhos em óleo sobre tela e desenhos produzidos ao longo de 2021 por 15 novos artistas. A própria Mazé, professora e proprietária do Contraponto, vai expor uma tela de sua autoria. Na semana que vem, de segunda (13) a sexta (16), a exposição será aberta ao público. Os visitantes terão de apresentar comprovante de vacinação e seguir os protocolos de segurança.

Já o dirigente nacional da CTB Carlos Rogério Nunes faz, também às 19 horas desta sexta, o pré-lançamento de Centrais Sindicais e Movimentos Sociais nas Manifestações de Junho 2013. O livro é o primeiro da série “Lutas do Proletariado Brasileiro”, que passa a ser publicada pela Editora Anita Garibaldi. Na obra, Rogério – que é secretário-adjunto de Políticas Sociais, Esporte e Lazer da CTB – analisa manifestações e lutas recentes que contaram com a participação das centrais sindicais brasileiras.

Nos marcos dos 14 anos da central, houve, ainda, uma novidade para os amantes do cinema. Durante a reunião da direção, a CTB anunciou a criação de um cineclube voltado aos trabalhadores, conforme o projeto apresentado à central, em outubro, pelo revolucionário – e cinéfilo – Sérgio Rubens, que morreu no domingo passado (5), aos 73 anos.

“Recentemente, em conversações conosco, (Sérgio) trouxe a proposta de criar um cineclube da CTB, com filmes que destaquem e ajudem a refletir sobre a luta dos trabalhadores e das trabalhadoras. Estamos determinados a seguir em frente com esse projeto e marcar o nosso reconhecimento e gratidão, denominando-o Cineclube Sérgio Rubens”, informou a CTB em nota.

Fundada em Belo Horizonte (MG) na noite de 12 de dezembro de 2007, a CTB festeja seu 14º aniversário no mesmo ano que promoveu seu 5º Congresso Nacional. A atividade, realizada em agosto, foi marcada pela unificação da entidade com a CGTB (Central Geral dos Trabalhadores do Brasil).