PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Reforma da Previdência: “Um desastre para o trabalhador”

IMG_3444

Um desastre para o trabalhador e trabalhadora. Foi esse o tom da palestra “Os impactos da Reforma da Previdência na vida do trabalhador (a)”, ministrada pelo professor universitário e especialista em Direito Previdenciário Anderson De Tomasi Ribeiro, que também é presidente da Comissão de Direito Previdenciário da OAB. Anderson palestrou para dirigentes sindicalistas de vários sindicatos e militantes de movimentos sociais na noite desta terça-feira no auditório do Sindicato dos Metalúrgicos. Além de demonstrar com dados técnicos a dificuldade de os trabalhadores conseguirem se aposentar com essa proposta do governo de Jair Bolsonaro, o advogado ainda exibiu planilhas onde a expectativa de vida no Brasil na maior parte das regiões fica entre 70 e 73 anos.
O docente ainda exibiu um vídeo do hoje presidente Bolsonaro durante a campanha eleitoral no qual ele condenava a reforma proposta por Michel Temer, afirmando que era desumana e criminosa.
Anderson usou desse recurso para comparar que na reforma de Bolsonaro existem pontos muito críticos e desumanos do que a proposta de Temer, como a regra de transição para quem está prestes a se aposentar. Ele também demonstrou, com dados, que a reforma de Bolsonaro não acaba com os privilégios de políticos e militares.
O palestrante apresentou a ameaça da pensão por por morte, que, pela proposta de Bolsonaro, pode transformar o recebimento do salário mínimo a um benefício de R$ 200,00 ou R$ 300,00.
Anderson recorreu a alguns dados oficiais para embasar sua fala: Pesquisas apontam (dados oficiais) que metalúrgicas não contratam depois dos 40 anos. No Brasil, apenas 9,3% dos trabalhadores em metalurgia seguem na ativa. No comércio, os estudos apontam que contratações são até os 35 anos de idade em média. Como a mulher vai seguir trabalhando até 62 anos para se aposentar e o homem até 65 anos com esse cenário do mercado de trabalho?
Ao final da explanação, Anderson ainda respondeu a perguntas e esclareceu dúvidas dos presentes.