PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Sessão da CCJ começa tensa e pressão da oposição amplia debate da Reforma Trabalhista

00-ccjopos-2

A sessão da Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado Federal, começou tensa na manhã desta quarta-feira (21), em virtude da solicitação de realização de audiência pública com a presença de juristas, que avaliariam a constitucionalidade da proposta de reforma trabalhista. Foram apresentados 20 requerimentos de audiência pública.

Além disso, o líder do governo, senador Romero Jucá (PMDB/PE) tentou impedir que houvesse a leitura dos possíveis votos em separado. Para ele era desnecessário que a sociedade tomasse amplo conhecimento do conteúdo dos relatórios alternativos que possam, eventualmente, surgir.

A Senadora Fátima Bezerra (PT/RN) protestou com veemência contra a tentativa de cerceamento do debate por parte dos governistas. “No processo de impeachment, onde o senhor (senador Anastasia – no exercício da presidência da CCJ) era o relator e o senhor (senador Jucá – relator na CCJ) era o capitão do golpe, nós varamos madrugadas. Agora, para debater a retirada de direitos dos trabalhadores, querem impedir o direito dos senadores de exercer seu papel”, disse Fátima Bezerra.

Apesar das ameaças feitas por Romero Jucá de “passar o trator” sobre a oposição e os trabalhadores e trabalhadoras do Brasil, com o objetivo de rasgar a CLT e subtrair os direitos trabalhistas, a pressão dos senadores da oposição permitiu que se garantisse a realização da audiência pública na próxima terça-feira (27) e na quarta-feira (28) haverá a leitura dos votos em separado, debates, encaminhamentos de votos e votação da matéria.

Desta forma, ficou estabelecido que o encerramento da tramitação do PLC 38/2017 nas Comissões do Senado será no dia 28 para, somente após essa data, seguir para o Plenário do Senado.

Portal CTB

Seja o primeiro a comentar em "Sessão da CCJ começa tensa e pressão da oposição amplia debate da Reforma Trabalhista"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*