PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Sindicato dos Metalúrgicos apoia decisão do governador sobre a bandeira vermelha em Caxias do Sul e na Serra Gaúcha

Em reunião na manhã desta segunda-feira, 15 de junho, a direção executiva da entidade metalúrgica de Caxias do Sul e Região manifestou sua aprovação à decisão do governador Eduardo Leite de inserir Caxias do Sul e as demais cidades da Serra Gaúcha na bandeira vermelha, o que determinou restrições de algumas atividades, diminuição de operação de outras e fechamento do comércio caracterizado como não essencial.

A posição é baseada em dados científicos, que mostram o avanço da proliferação da Covid-19, o aumento do número de mortes e infectados e, consequentemente, a diminuição do número de leitos, principalmente, de UTIs.

A entidade dos trabalhadores metalúrgicos clama a todos e todas que se unam pela garantia à vida. Aos prefeitos, que dêem a garantia necessária aos trabalhadores e trabalhadoras para a segurança de sua saúde e da comunidade. Às empresas, ao sindicato patronal (Simecs) e ao Governo Federal, que disponibilizem a testagem em grande escala, para termos a realidade dos números e a ciência de até onde podemos avançar ou diminuir as restrições.

A categoria metalúrgica de Caxias do Sul e Região já conta com casos de Covid-19 entre seus trabalhadores. Ao menos, quatro empresas registram metalúrgicos ou metalúrgicas infectados em Caxias. Em Farroupilha uma empresa testou positivo em mais de 20 trabalhadores. Ao invés de discutirmos se o Governador está certo ou errado, devemos nos unir em defesa da VIDA.

O Sindicato salienta que, desde março, início da pandemia no Brasil, seu principal objetivo tem sido a defesa da VIDA, com a segurança da saúde dos trabalhadores e trabalhadoras; junto com isso, a luta pela preservação dos empregos, da renda e pela sobrevivência das empresas. 

Neste sentido, não há como não denunciar: já passados mais de três meses nessa crise e o governo federal tem feito muito pouco. Enquanto muitos países investem cerca de 20% do PIB para enfrentar o coronavírus e proteger as pessoas e a economia, no Brasil é cerca de 4%. E quase nada chegou no bolso dos trabalhadores ou no caixa das empresas.

A pandemia vai passar e temos que enfrentá-la unidos. A direção executiva do Sindicato concentra seus esforços, neste momento, para agendar um encontro com o Ministério Público e o Ministério do Trabalho na tentativa de unir forças contra o coronavírus. Esse sim nosso inimigo. 

Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região