PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

Sindicato recebe denúncias de assédio moral em empresa caxiense

Tomé02

 

Parece o enredo da última novela das 21h, mas é a vida real. O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região está recebendo diversas denúncias de assédio moral. Os trabalhadores e trabalhadoras da Tomé se queixam que a energia elétrica é cortada no horário do banho. Então, os metalúrgicos e metalúrgicas, que trabalham no setor de fundição e precisam tomar banho para ir para casa, tomam frio.

Além disso, segundo os trabalhadores, após um acidente de trabalho, um curativo é feito superficialmente na empresa e a orientação é para que se volte ao posto de trabalho. Sobre as refeições, a reclamação é de que a empresa terceirizada serve a comida fria, principalmente para os metalúrgicos do turno da noite, e algumas vezes a comida não é suficiente.

Nesta quarta-feira, 11 de dezembro, o Sindicato fez uma assembleia com os trabalhadores para falar sobre o assunto.

 

Tomé01

 

MPT

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul e Região fez um requerimento de reunião para o Ministério Público do Trabalho.

– Trabalhadores que sofrem assédio moral ficam doentes. Essas pessoas sofrem pressão, ficam depressivas, se sentem sem saída. O momento que vivemos, de falta de ofertas de trabalho, ajuda a piorar o clima de assédio. Muitas vezes, as empresas ainda jogam na cara do trabalhador que eles não tem escolha, porque se eles pedirem para sair, terá outros tantos pra ocupar seu lugar e ele não encontrará outro trabalho. Precisamos tratar isso com muito cuidado. Os trabalhadores precisam ser respeitados em seu local de trabalho. É inadmissível que em 2019 as pessoas ainda passem por isso. Inaceitável!