PORTAL DOS TRABALHADORES E TRABALHADORAS DE CAXIAS DO SUL E REGIÃO

         

X Seminário Saúde do Trabalhador lota auditório da Câmara de Vereadores em Caxias do Sul

IMG_6808

O Sindicato dos Metalúrgicos de Caxias do Sul, em parceria com o Cerest/Serra e a Comissão de Saúde da Câmara de Vereadores de Caxias do Sul, promoveu o X Seminário Saúde do Trabalhador. O evento ocorreu na sexta-feira, 02 de maio, na Câmara de Vereadores de Caxias do Sul e iniciou com um minuto de silêncio em respeito às vítimas de acidente de trabalho.

 

IMG_6751

Assis Melo, dirigente da Central de Trabalhadores do Brasil – CTB – e ex-deputado federal, palestrou sobre o tema “Repercussões das Reformas Trabalhista e da Previdência na saúde do trabalhador”. Ele afirmou que a reforma trabalhista é uma das reformas mais trágicas dos últimos tempos. “É uma reforma que retirou direitos dos trabalhadores, inclusive impossibilitado que os trabalhadores alcancem a aposentadoria porque ela atinge a previdência. O trabalho temporário, intermitente e a terceirização reduzem o salário dos trabalhadores, isso irá reduzir a arrecadação do INSS. Vamos ser os novos escravos. Não vamos ser chicoteados, espero que não, mas vamos começar às 5h trabalhando como metalúrgicos, depois do turno vamos trabalhar no comércio, depois vamos fazer bico de guarda noturno e de garçom. O dia de trabalho vai começar e terminar de madrugada. É escravidão!”, avaliou Assis.

O juiz do trabalho da 6° Vara do Trabalho de Caxias do Sul, Marcelo Porto, falou sobre “Acidentes do Trabalho. Abordagem estatística. Prevenção e Responsabilidade Civil”. Porto destacou que os trabalhadores estão atuando doentes em seus serviços. “As pessoas estão se colocando à disposição para o trabalho, estando doentes física e mentalmente.”

O juiz acrescentou que “As condições de trabalho são as mesmas de 30 anos atrás. Se a NR12 fosse respeitada, com todos os dispositivos de segurança acionados, teríamos muito menos mutilações”, analisou Porto.

O evento ainda contou com a presença de Nicieli Sguissardi, fonoaudióloga e coordenadora do Cerest/Serra, que avaliou o “Perfil epidemiológico dos acidentes e doenças do trabalho em Caxias do Sul e Região” e do desembargador vice-presidente do Tribunal Regional do Trabalho da 4ª Região, Ricardo Carvalho Fraga, que constatou o caos que será a Reforma Trabalhista. “A reforma é um fiasco internacional. Um exemplo é que ela considera um trabalho insalubre para uma mulher não gestante, mas o mesmo trabalho pode não ser considerado insalubre para uma gestante”, afirmou.

 

Seja o primeiro a comentar em "X Seminário Saúde do Trabalhador lota auditório da Câmara de Vereadores em Caxias do Sul"

Deixe seu comentário

Seu email não será publicado.


*